Delegado Adjunto da Receita Federal do Brasil de Limeira vem a Leme para apresentar o OSB para imprensa local

Presente em várias cidades do país, o Observatório Social do Brasil ajudou as prefeituras a evitar o desperdício de mais de R$ 1,5 bi e visa alcançar 2 bilhões em 2017

Na manhã da última terça-feira, 7, o Delegado Adjunto da Receita Federal do Brasil em Limeira, Jeziel Fior esteve na ACIL- Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Leme-, para apresentar a imprensa lemense e de Pirassununga, a implantação do Observatório Social do Brasil no município.

O evento contou com a presença de membros do OS e com o gerente administrativo da ACIP de Pirassununga, Jerônimo Tadeu da Silva. 

Jeziel falou sobre a importância do projeto e os benefícios obtidos nas cidades em que o OS atua. Além disso, chamou atenção para a participação ativa da população na gestão pública nas cidades e o acompanhamento do uso de investimentos e gastos das prefeituras.  

“Precisamos de uma população mais engajada. Se conseguirmos que qualquer cidadão acompanhe a quantidade de horas que político de sua cidade trabalha e quantidade de projetos que ele efetivamente contribuiu para a cidade e sua população, nós conseguimos criar uma base com essas informações. Amanhã, na véspera de eleição, teremos uma planilha com os dados do político que foi participativo e, que realizou os projetos ´x, y e z´”, explicou. 

Segundo ele ainda, o cidadão é um observador do município. “Quando acompanhamos e fazemos as planilhas, temos em mãos um espelho. Coisa que não temos, nós votamos e esquecemos. É como dar um cheque em branco para o político e o  político por sua vez dar o cheque em branco para o partido, e o partido levar. Nós queremos fazer o inverso, trazer o cidadão para que ele não dê seu cheque em branco, mas dê confiança por que ele é um observador”, disse o Delegado. 

O OS é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, voltado para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, está presente em mais de 100 cidades do país. No interior paulista, cidades como Limeira, Americana e Ribeirão Preto estão em fase de implantação do Observatório Social. 

A ideia do projeto surgiu, a cerca de 10 anos com um grupo de moradores do município de Maringá (PR), que transformaram o seu direito de indignar-se em ação por mais transparência e qualidade dos recursos públicos. 

Acontece em Leme

No dia 22 de agosto, às 19h30, ocorrerá no Anfiteatro da Faculdade Anhanguera a palestra com o presidente do OS, Ney Nobrega que tratará de apresentar ao público as propostas do projeto.

Empresários, profissionais, professores, estudantes, funcionários públicos e outros cidadãos que, voluntariamente, queiram se entregar à causa da justiça social estão convidados a participar da palestra e fazer parte do OS em Leme. No dia do evento, serão distribuídas fichas de inscrição para as pessoas que queiram se voluntariar.

“Não é difícil, basta termos gente e gente nós temos. Temos uma cidade de 100 mil habitantes, será que não consigamos 10% da população para cuidar do futuro de seus filhos e netos? O momento é agora, não basta bater panelas e querer fazer uma revolução. A revolução está em nós”, afirmou Jeziel.

Para obter mais informações sobre o Observatório Social acesse a página, no site http://osbrasil.org.br/


<< Voltar


AGENDA DE EVENTOS