Orquestra Experimental da UFSCar encerra eventos comemorativos no aniversário de Leme em grande estilo

No dia 29 de agosto de 2017 a Acil trouxe, com apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultura e parceria com a UFSCar, a Orquestra Experimental da UFSCar que realizou uma apresentação que foi um verdadeiro presente para os lemenses. A ocasião fez parte das comemorações de 122 anos de emancipação de Leme.

O evento foi apresentado por Rodrigo Ramalho, que fez o cerimonial de abertura passando a palavra para Gustavo Moraes Cazelli - Diretor da Acil, Francisco Geraldo Pinheiro - Vice-Prefeito e Dr. Jozivaldo Prudêncio Gomes de Morais – Diretor da CCA UFSCar – Campos Araras/SP.

A apresentação, que teve entrada franca, contou com 90 músicos que executaram um repertório variado com músicas brasileiras, trilhas sonoras de filmes e composições próprias. A Orquestra foi regida pela lemense e Maestrina Carol Joly, e no final teve a participação de sua mãe, Ilza Joly, que encerrou o espetáculo como regente.

Sobre a Orquestra Experimental da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Ela nasceu em 1991, a partir da prática instrumental dos alunos de musicalização, sob a coordenação da profa. Ilza Joly. Ao longo destes 26 anos de história, o grupo diversificou seu instrumental, repertório e após muito experimentar, junta hoje, 90 músicos da comunidade de São Carlos e região e alunos e professores do curso de Licenciatura em Música da UFSCar , sob a regência de Carol Joly e a direção musical de Lucas Joly.

O nome Experimental surgiu da mescla de diferentes instrumentos: violinos, violoncelos, flautas transversais, trompetes, trombones, clarinetes de orquestras tradicionais; baixo elétrico, bateria, teclado, sanfona, saxofone de bandas populares; flauta doce e xilofone Orff usados na iniciação musical. Esta mistura lhe confere um som singular também proporcionada pelos arranjos e composições realizados especialmente para o grupo, que valorizam as diferentes sonoridades, ritmos, e melodias da música brasileira.

Um dos princípios do grupo é a formação de público, realizando concertos em escolas, praças, igrejas, associações de bairro, teatros. Ao longo destes anos, o trabalho foi reconhecido e elogiado por inúmeros artistas do cenário cultural brasileiro, o que proporcionou shows com: Oswaldinho do Acordeom, Paulo Moura, Ivan Vilela, Mozart Terra, Adalto Soares, entre outros. A orquestra também foi escolhida para representar o Brasil na Conferência Internacional da ISME (International Society for Music Education), em Porto Alegre, tocou no Festival de Inverno de Gramado e fez campanhas culturais para a Coca Cola, Eptv, com concertos em diversas cidades do Brasil.

Além da busca pela excelência musical, o grupo visa proporcionar um espaço de convivência social e educacional para o desenvolvimento da sensibilidade, sociabilidade e cultura de seus participantes. O vínculo com o curso de Licenciatura em Música e com a pós-graduação em Educação faz dos encontros oportunidades de se aprender a ensinar música coletivamente.


Galeria de foto


<< Voltar


AGENDA DE EVENTOS